Origens (gêneses)

Anjos, Nefilins e Gigantes na Antiguidade Antes de Noé:

Anjos, Nefilins e Gigantes na AntiguidadeOs gigantes sobreviveram ao dilúvio?

Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama (Gênesis 6:4).
A Terra antes do dilúvio é de causar inveja em qualquer autor de literatura fantástica. Era um planeta totalmente diferente. Não chovia, uma névoa regava as plantas. As condições atmosféricas, de radiação solar e menor degradação genética permitiam que sua população vegetariana vivesse por quase mil anos. Sim, vegetariana, porque a carne só seria dada por alimento após o Dilúvio.
A população na véspera do Dilúvio poderia ser igual ou maior que a atual. Faça as contas e você verá. Havia uma única civilização, um único idioma e um único continente. A expectativa de vida era medida em séculos e as pessoas transmitiam verbalmente e de primeira mão séculos de conhecimento. O pai e o avô de Noé eram contemporâneos de Adão, que lhes contou o que aconteceu no Éden. Por isso não havia idolatria antes do dilúvio. As pessoas sabiam que Deus era real, porém tentavam substituí-lo pela capacidade humana, como fazem os modernos humanistas.
No Éden Satanás fora avisado de que um descendente da “mulher” esmagaria sua cabeça, por isso armou um plano para corromper a linhagem humana. Seus anjos caídos desertaram de seu estado natural, assumiram a forma humana e fecundaram mulheres, que geraram seres híbridos e poderosos conhecidos por “nefilins” ou “gigantes”. Agora você já sabe de onde vêm as antigas lendas de titãs e semideuses. Não são lendas; eles realmente existiram.
Naquele mundo de habitantes centenários, convivendo com titãs com poderes só vistos nos livros de ficção, Deus era reconhecido e respeitado por poucos. Pouquíssimos, se você considerar que apenas Noé, sua esposa, filhos e noras (oito pessoas) acreditaram na Palavra de Deus de que o mundo seria destruído. Somente eles entraram na imensa arca repleta de animais, cuja porta foi fechada do lado de fora pelo próprio Deus.
Por mais de cem anos Noé anunciou publicamente, tanto o juízo de Deus quanto a salvação pela fé. Jesus, em Espírito, pregava por intermédio de Noé aos que mais tarde teriam seus espíritos em prisão por rejeitarem a Palavra de Deus. Para serem salvos teria bastado crer na Palavra de Deus e estar no lugar que Deus determinou: a arca. Mas isso exigia fé, pois a arca foi construída em terra seca numa época quando ninguém sabia o que era chuva, quanto mais um dilúvio.
Hoje Deus avisa que este mundo será mais uma vez destruído, só que por fogo. Desta vez a salvação está numa Pessoa, Jesus, o Filho de Deus, o único sobre quem o fogo do juízo divino já caiu. Para ser salvo de uma enchente você precisa flutuar sobre ela. Para ser salvo do fogo, você precisa estar onde ele já queimou.
Fonte: Mário Persona

Vamos entender como Deus criou o Homem (ser humano) e sua Família:
E fez Deus os animais selváticos, segundo a sua espécie, e os animais domésticos, conforme a sua espécie, e todos os répteis da terra, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom (Gênesis 1:25).
Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou (Gênesis 1:26-27).
Deus criou a Família Humana conforme a Imagem e Semelhança da Sua Própria Família:
Ora, observe que ao criar os outros animais, Deus os criou conforme a espécie de cada animal, mas ao criar o homem e sua família, Deus o fez conforme a Sua própria Imagem e a Sua própria Semelhança. Com isso, Deus está nos dizendo que Ele (Deus) também tinha uma Família a qual tomou como parâmetro para formar a família humana. Observe que Deus diz “façamos”, e não “faço”, indicando que Ele (Deus) não estava só. Observe também que Deus diz “nossa imagem e semelhança”, indicando que Ele faria “homem, mulher e filho” conforme a semelhança Deles.
Mas, se é assim, qual é ou foi a Família de Deus?
Ora, quando no Éden, Deus tinha sua Família completa. Isto está bem claro nas Escrituras. A Família de Deus era: Deus-Pai, Deus-Filho (nosso futuro Messias), e deusa-mãe (Lúcifer (anjo de luz), Rainha-dos-Céus, futuramente Satanás, por não se firmar na verdade e entrar em litígio com seu “Esposo”). Assim sendo, o Filho-Unigênito-do-Pai é Deus (pleno), pois é filho de Deuses (plenos) tanto por parte de Pai quanto de mãe. O Filho Unigênito de Deus (nosso futuro Messias) permaneceu no Pai, pois sua mãe, a Rainha dos Céus, contendeu contra Ele até os dias de hoje. Segundo as Sagradas-Escrituras, Satanás, anteriormente Rainha dos Céus, não se restabelecerá e será lançada no lago que arde em fogo e enxofre: E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande Babilónia, a mãe das prostituições e abominações da terra. (Apocalipse 17:5). E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. (Apocalipse 20:10).

Pode existir Filho sem que obrigatoriamente haja um Pai e uma Mãe?
Satanás não é “o Lúcifer” como profere a Cristandade (católicos, protestantes, e outros), retirado de Ezequiel 28:11-19 e Isaías 14:12-15. Satanás é uma deusa (Fêmea), a Lúcifer (anjo de luz), Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, a Antiga Serpente, a Rainha-dos-Céus. Em outros tempos e nações Satanás foi (usurpou os nomes) Ísis, Afrodite, Ceres, Vênus, Vitória, Epona, Diana, etc. Satanás agora usurpa as diversas Marias do Catolicismo-Romano, Iemanjá da Umbanda e, as diveras deusas exibidas nas Cédulas de Dinheiro e estátuas das deusas Ísis espalhadas pelo mundo afora. Como esta deusa passou a existir, se tudo foi criado por Deus?
As Escrituras dão essa resposta:
E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança… (Gênesis 1:26).
Ora: Nós, humanos, fomos feitos imagem e semelhança conforme a “família” de Deus; e Deus fez a mulher (Eva) da costela de Adão. Ou seja: Com isso, Deus nos ensina como Ele fez a mãe do Seu Filho. O Filho de Deus foi gerado, e não criado, mas, macho não gera filhos; quem gera filhos são as fêmeas, mas precisam do macho para fornecer o sêmen. Outra prova cabal que Deus nos dá de que não existe filho sem que haja necessariamente um Pai e uma mãe, está quando Deus prontificou-se a trazer seu Filho-Unigênito (filho único) como Filho-Primogênito (primeiro entre outros) de Maria: E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá (copulará, doará o sêmen) com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus (Lucas 1:35).
A Rainha dos Céus é a mãe do Filho Unigênito de Deus desde antes do Éden; ela é a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal (figura bíblica), que fora colocada no Jardim, juntamente com seu filho, o Filho Unigênito de Deus, a Árvore da Vida, também figura bíblica (Gênesis 2:9)… Saiba mais clicando neste link ou na imagem abaixo→

A Rainha dos Céus

Satanás é a Verdadeira Identidade da Rainha dos Céus
E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande Babilónia, a mãe das prostituições e abominações da terra. (Apocalipse 17:5).


Essa deusa mencionada na Bíblia vem sendo adorada por povos e nações desde os primórdios, e foi muito adorada em Israel nos tempos do profeta Jeremias, provocando a ira de Deus… Continue lendo→

AVISO: Eventuais propagandas exibidas abaixo desta Barra não tem o aval deste Blog

Anúncios
Esse post foi publicado em Evangelho. Bookmark o link permanente.